Acesso ao principal conteúdo
Angola

CAN 2019: Angola lidera o Grupo I

Mateus, avançado angolano (no centro na foto), apontou dois golos frente à Mauritânia. Imagem de Arquivo.
Mateus, avançado angolano (no centro na foto), apontou dois golos frente à Mauritânia. Imagem de Arquivo. FRANCISCO LEONG / AFP

Angola goleou, com uma exibição de luxo, ontem à noite, em Luanda, a Mauritânia por 4-1, e assumiu a liderança do Grupo I de apuramento para a Taça das Nações Africanas (CAN) de futebol de 2019.

Publicidade

Os Palancas Negras evidenciaram a sua capacidade de resiliência e eficiente finalização, ao golear nesta sexta-feira, em Luanda, no estádio 11 de Novembro, a sua similar da Mauritânia, por 4-1, em jogo da terceira jornada do Grupo I de qualificação ao Campeonato Africano das Nações (CAN2019), que se disputa nos Camarões entre 13 de Junho a 15 de Julho.

Com golo dos "Les Mourabitones", designação oficial da selecção Mauritânia, que logo nos minutos iniciais (2'), inauguram o marcador por intermédio de El Hacen Id, para o desagrado e silêncio dos mais de 25 mil espectadores nas bancadas, os Palancas Negras foram capazes de igualar a contenda, com golo do capitão Mateus Galiano, volvidos 10 minutos.

Os caseiros passam a pressionar com mais frequência o reduto adversário, que permitiu com que o mesmo jogador volta-se a violar a baliza contrária, aos 15, na sequência de um forte remate à distância.

Na resposta, Djalma Campos amplia o resultado, aos 51, em função de uma defesa incompleta do guarda-redes Braim Soulleimane, que apenas contempla o esférico a estremecer a rede da sua baliza.

O treinador Serdan Vasilevic opera alteração no plantel angolano, com a entrada de Geraldo no lugar de Mateus Galiano, que recebe a ovação e aplausos dos adeptos, aos 54.

Aos 59, o jogador Show é substituído por Stelvio, nos Palancas, que perdem a soberana oportunidade de marcar, quando Fredy pós a bola a embater na trave da baliza mauritaniana.

O futebolista Kalalil é rendido por Adama, na turma estrangeira, aos 72. Gelson assombra mais uma vez a defesa contrária, com dribles aos opositores em plena grande área.

No decurso do seu desempenho, Gelson faz jus a sua grande eficiência e sentido de oportunidade, marcando o último golo da equipa, aos 79, em sequência de uma jogada e passe saído do seu colega Geraldo, para o gáudio dos ruidosos aficionados no campo.

Com este resultado, após três jornadas disputadas, Angola soma seis pontos, os mesmos que a Mauritânia. Em terceiro está o Burkina Faso (3), enquanto o Botswana ainda não pontuou.

O próximo jogo dos Palancas Negras está marcado para o dia 16 de Outurbo, em casa dos Les Mourabitones, pontuável para a quarta ronda.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.