Acesso ao principal conteúdo
Angola

Taxa elevada de mortalidade nas estradas angolanas

Assinala-se amanhã com uma marcha em Luanda o Dia Mundial em Memória às Vítimas das Estradas.
Assinala-se amanhã com uma marcha em Luanda o Dia Mundial em Memória às Vítimas das Estradas. AMPE ROGÉRIO/LUSA

Este fim-de-semana, as autoridades angolanas realizam acções de sensibilização em torno da segurança nas estradas, devendo ser realizada amanhã uma marcha em Luanda organizada pela Direcção Nacional de Viação e Trânsito juntamente com a sociedade civil, no âmbito do Dia Mundial em Memória às Vítimas da Estrada instituído desde 2005 pelas Nações Unidas.

Publicidade

O país continua a registar taxas preocupantes de acidentes e de mortos nas estradas, as autoridades tendo indicado na segunda-feira que entre Janeiro e Outubro deste ano, se deram 8.301 acidentes de viação que provocaram 1.776 mortos e 8.484 feridos. Só no passado fim-de-semana, registaram-se apenas em Luanda 12 acidentes de viação que causaram pelo menos 4 mortos e 10 feridos.

Ao qualificar estes dados como sendo "preocupantes", a Direcção Nacional de Viação e Trânsito angolana vincou a necessidade de haver mais cuidado na condução. Entre as causas deste fenómeno que é a segunda maior causa de mortalidade em Angola a seguir à malária, as autoridades apontam o dedo ao excesso de velocidade, o desrespeito dos sinais, o álcool ao volante ou ainda o uso de telefone durante a condução. Mais pormenores com Avelino Miguel.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.