Acesso ao principal conteúdo
Artes

Investigações angolana e santomense ganham prémio Mário Soares

Áudio 04:40
Investigadores Vasco Rodrigues e Inês Nascimento Rodrigues laureados da Fundação Mário Soares
Investigadores Vasco Rodrigues e Inês Nascimento Rodrigues laureados da Fundação Mário Soares Luis Guita

Duas investigações sobre Angola e S. Tomé e Príncipe foram merecedoras de destaque no Prémio da Fundação Mário Soares que se destina a galardoar de dissertações académicas no âmbito da História de Portugal do século XX.Nesta reportagem o nosso correspondente, em Lisboa, Luis Guita, destaca, com o presidente do Júri e os laureados a importância destes trabalhos de investigação bem feitos e rigorosos com uma análise muito fina e muito crítica de cada um dos objectos.Objectos que são o famoso massacre de Batepá de 1953 em S. Tomé e Príncipe e um processo histórico de construção da modernização étnica da comunidade ovimbundi ainda durante o colonialismo português em Angola. “Espectros de Batepá – memórias e narrativas do ''Massacre de 1953'' em São Tomé e Príncipe” foi escrito por Inês Nascimento Rodrigues, a partir da pesquisa de doutoramento no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.“The plateau of trials: modern ethnicity in Angola” ( em tradução livre: "O planalto dos julgamentos: etnicidade moderna em Angola", é o resultado do trabalho do investigador Vasco Martins, no âmbito do Doutoramento de Estudos Africanos do ISCTE-IUL.Clique em qualquer dos ângulos da FOTO para ouvir !!

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.