Acesso ao principal conteúdo
ANGOLA

Angola: CASA-CE liderada por Mendes de Carvalho

Abel Chivukuvuku deixa agora a liderança da Casa Ce.
Abel Chivukuvuku deixa agora a liderança da Casa Ce. Miguel Martins/RFI

Em Angola o Colégio eleitoral da CASA-CE, na oposição, acaba de anunciar o afastamento de Abel Chivukuvuku da presidência da coligação e a sua substituição por André Mendes de Carvalho "Miau". Em causa a "quebra de confiança" censurada ao líder cessante.

Publicidade

Cinco dos seis líderes dos partidos políticos afectos à Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE) decidiram, nesta terça-feira afastar o seu presidente, Abel Epalanga Chivukuvuku por alegada " quebra de confiança". Em sua substituição foi indicado André Mendes de Carvalho "Miau" para dirigir a terceira força politica com 16 assentos parlamentares na Assembleia nacional.

Alexandre Sebastião André, 2° Vice-presidente da Casa Ce, oposição angolana

A medida ocorre num contexto de mal estar que assola a coligação, numa altura em que os “Independentes” se preparam para entrarem no Bloco Democrático (BD).

Deliberámos a demissão Dr. Abel Chivukuvuku da liderança e da Coligação Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE) e em sua substituição é indicado o companheiro André Mendes de Carvalho que assume a chefia da formação partidária”, informou em Luanda o porta voz do Colégio Presidencial da Coligação Sebastiao Andre que também é um dos vice presidentes .

O Colégio Eleitoral da CASA-CE tinha estado reunido na passada sexta-feira para definir o futuro de Chivukuvuko na estrutura directiva.

O 2º vice-presidente da Coligação, Alexandre Sebastião André, explicou que o órgão determinou a demissão do até aqui do líder da CASA Chivukuvuku que é acusado de fazer oposição contra a própria coligação e de ter concentrado todos os poderes na sua pessoa.

Em declarações à RFI, André Mendes de Carvalho líder do grupo parlamentar da CASA-CE, que assume a presidência da coligação disse que “toma posse na próxima segunda-feira e felicita a indicação por se tratar de um fim da crise que assolava há meses a coligação” sem adiantar mais detalhes.

Em Agosto último cinco dos seis partidos que constituem a coligação pediram ao Tribunal Constitucional uma clarificação sobre a gestão dos fundos e sobre a presença de independentes nos órgãos de direcção da CASA-CE.

O Tribunal esclareceu que os independentes não podem fazer parte do Conselho Presidencial da coligação e proibiu Abel Chivukuvuku de criar um novo partido dentro da estrutura existente

A Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE) foi criada em Abril de 2012 por Abel Chivukuvuku tendo integrado os cincos partidos meses antes da realização das eleições do mesmo ano.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.