Acesso ao principal conteúdo
Angola

Presidente de Angola visita a Rússia

Presidente de Angola, João Lourenço. Palácio Presidencial, Luanda. 8 de Janeiro de 2018.
Presidente de Angola, João Lourenço. Palácio Presidencial, Luanda. 8 de Janeiro de 2018. AMPE ROGERIO / AFP

O Presidente angolano, Joao Lourenço, deixou hoje Luanda com destino à Rússia, para uma visita oficial de quatro dias. Um dos momentos altos vai ser a condecoração do seu homólogo russo, Vladimir Putin, com a Ordem Agostinho Neto.

Publicidade

A visita visa ampliar a cooperação entre os dois países e vão ser assinados 10 novos acordos, de acordo com fonte diplomática angolana. Entre os acordos, destacam-se cooperações nos domínios financeiro, agricultura, pescas, novas tecnologias, telecomunicações e reforço da cooperação militar, com o fabrico de armamento russo em Angola.

De acordo com uma nota da Casa Civil do Presidente da República, João Lourenço vai encontrar-se com o seu homólogo, Vladimir Putin, discursar no Parlamento russo perante os deputados e participar num fórum de negócios. Na agenda está, ainda, um espectáculo no Teatro Bolshoi.

Na quinta-feira, no Kremlin, João Lourenço vai condecorar o Presidente Vladimir Putin  com a Ordem Agostinho Neto para simbolizar a amizade entre os dois países.

Entretanto, sectores políticos da oposição e organizações da sociedade civil criticam a coincidência da visita do Presidente Joao Lourenço à Rússia com a semana do Dia da Paz, que se comemora a 4 de Abril. Na sua opinião, o acto solene devia contar com a sua presença para transmitir mais confiança na reconciliação dos angolanos que viveram uma longa guerra civil.

O Ministério angolano das Relações Exteriores estima que cerca de 1.000 cidadãos russos residem em Angola e, pelo menos, 1.500 angolanos vivem na Rússia.

A última visita oficial à Rússia de um presidente angolano foi em 2006, com José Eduardo dos Santos, o qual também tinha feito uma deslocação oficial em 1979.

Oiça aqui a reportagem de Avelino Miguel, correspondente em Luanda.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.