Acesso ao principal conteúdo
Angola

João Lourenço reitera apoio às vítimas da seca

João Lourenço, Presidente de Angola
João Lourenço, Presidente de Angola REUTERS/Philippe Wojazer/Pool

O Presidente angolano, João Lourenço, terminou a visita às províncias do Namibe e do Cunene atingidas pela seca extrema. João Lourenço reiterou apoios às vítimas que já começaram a receber alguns bens alimentares para fazer face os efeitos da seca. 

Publicidade

Depois de visitar as localidades afectadas pela estiagem na região do Namibe, o Presidente Angolano deslocou-se ao Cunene, a provícia mais afetada pela seca. João Lourenço reiterou apoios as vítimas que já começaram a receber alguns bens alimentares para fazer face os efeitos da seca.

Nesta região, mais de 200 mil famílias reclamam ajuda de emergência para garantirem a subsistência alimentar. A seca afecta também os animais, mais de 20 mil cabeças de gado morreram de sede e fome e outras 700 mil estão em risco.

Esta semana em entrevista à RFI, o padre Pio Wakussanga, presidente da "Associação Construindo Comunidades", afirmou que a visita do chefe de Estado à região pode impulsionar medidas mais pragmáticas e urgentes para fazer face à estiagem.

O Executivo angolano iniciou a implementação de um programa para fazer face a estiagem e uma ajuda de emergência de apoio às populações, porém várias organizações reconhecem que a ajuda não é suficiente para responder aos cerca de 2 milhões de pessoas que necessitam de ajuda alimentar urgente.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.