Acesso ao principal conteúdo
Angola

João Lourenço afasta presidente da Sonangol

Presidente de Angola, João Lourenço. Palácio Presidencial, Luanda. 8 de Janeiro de 2018.
Presidente de Angola, João Lourenço. Palácio Presidencial, Luanda. 8 de Janeiro de 2018. AMPE ROGERIO / AFP

O Presidente João Lourenço, exonerou o Conselho de administração da Sonangol, no quadro das medidas que visam normalizar a distribuição dos combustíveis no país.

Publicidade

O Conselho de administração da empresa petrolífera Sonangol, liderado por Carlos Saturnino, foi exonerado na sequência da crise da falta de combustíveis no país nos últimos dias que esta afectar a economia e a mobilidade rodoviária.

Para dirigir o novo Conselho de administração, o Presidente João Lourenço, nomeou Sebastião Pai Querido Martins, até agora administrador executivo da petrolífera.

A falta de comunicação entre a Sonangol e demais instituições do Estado contribuiu para os atrasos na importação dos combustíveis, segundo um comunicado de imprensa da Presidência da República, publicado terça-feira em Luanda.

A nova direcção da Sonangol tem a urgente tarefa de mobilizar os recursos necessários para a completa estabilização do mercado de abastecimento dos combustíveis nos próximos dias.

Angola como segundo maior produtor africano de petróleo, importa 80% dos combustíveis para o seu consumo interno, por não possuir capacidade de refinação.

A UNITA, o maior partido da oposição, defende a realização de um inquérito parlamentar as dívidas da Sonangol que condicionam a sua operacionalidade como relata o nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.