Acesso ao principal conteúdo
Angola

Presidente Angolano procede a mexidas no governo

João Lourenço, Presidente angolano. Imagem de arquivo: 25 de Maio de 2019.
João Lourenço, Presidente angolano. Imagem de arquivo: 25 de Maio de 2019. Michele Spatari / AFP

O Presidente angolano exonerou ontem os ministros da Economia, Agricultura e Interior e procedeu também a mexidas, no cargos de governadores de Cabinda e do Kuando Kubango, assim como em algumas secretarias de Estado.

Publicidade

Manuel Neto, anteriormente Presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento de Angola, fica com o pelouro da Economia e Planeamento em substituição de Pedro Luís Fonseca que tinha sido nomeado para o cargo pelo Presidente em 2017. Mais pormenores com Daniel Frederico.

No tocante à pasta da agricultura que passa agora a ser assegurada por Francisco de Assis, o seu anterior titular, Marcos Alexandre Nhunga passa agora para o cargo de governador de Cabinda, em substituição do general Eugénio Laborinho.

Este último passa para o cargo de Ministro do interior em substituição de Ângelo da Veiga Tavares, que ocupou o cargo durante os últimos dez anos de governação de José Eduardo dos Santos e chegou a ser acusado de uma onda de repressão violenta contra manifestantes pacíficos. O Jurista e analista Carlos Viegas aponta a defesa dos Direitos Humanos como sendo a missão "difícil" do novo Ministro.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.