Acesso ao principal conteúdo
Andebol

Andebol Feminino: Angola foi derrotada no Mundial

Isabel Guialo, capitã da Selecção Angolana de Andebol.
Isabel Guialo, capitã da Selecção Angolana de Andebol. JAVIER SORIANO / afp

O Campeonato do mundo de andebol feminino decorre no Japão com a presença de duas selecções lusófonas: Brasil e Angola. Na segunda jornada as angolanas voltaram a perder, desta vez frente à Holanda.

Publicidade

Segundo jogo e segunda derrota para a selecção angolana de andebol feminino. Angola perdeu por 28-35 frente à Holanda na cidade japonesa de Minami-ku.

A melhor marcadora do lado de Angola foi Azenaide Carlos com nove tentos apontados.

Morten Soubak, seleccionador dinamarquês de Angola, assumiu que os erros técnicos prejudicaram a equipa, começando por afirmar que tinham mudado de táctica para este encontro. Declarações recolhidas pela ANGOP.

Recorde-se que na jornada inaugural, Angola perdeu frente à Sérvia por 25-32. A melhor marcadora angolana foi Isabel Guialo que marcou cinco golos.

Na tabela classificativa Angola ocupa o quinto lugar e ainda não pontuou. As três primeiras do grupo, composto por 6 Nações, apuram-se para a fase seguinte.

Na terça-feira 3 de dezembro, as angolanas vão medir forças com a Eslovénia num jogo a contar para o Grupo A.

Brasil ainda não venceu

A França e o Brasil empataram 19-19, no domingo 1 de dezembro, no Campeonato do Mundo de andebol feminino que decorre no Japão, num jogo a contar para o Grupo B.

As francesas ocupam o quarto lugar com um ponto, enquanto o Brasil está na quinta posição também com um ponto.

Recorde-se que na primeira jornada o Brasil perdeu por 24-30 frente à Alemanha na cidade japonesa de Yamaga, enquanto a França também foi derrotada nessa mesma cidade frente à Coreia do Sul por 27-29.

Na terceira jornada, a 3 de dezembro, as brasileiras medem forças com a Coreia do Sul, enquanto as francesas defrontam a Austrália.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.