Acesso ao principal conteúdo
Angola

Chuvas torrenciais em Angola fazem uma vítima mortal

Chuvas intensas em Angola, nomeadamente em Luanda ou Viana provocam morte de criança
Chuvas intensas em Angola, nomeadamente em Luanda ou Viana provocam morte de criança Benjamin SHEPPARD / AFP

A Comissão Provincial de Proteção Civil de Luanda anunciou que as inundações que assolaram a capital angolana no dia de ontem fizeram uma vítima mortal, uma criança de 7 anos arrastada pela corrente de água em Viana. O Instituto Nacional de Meteorologia prevê chuvas intensas para Luanda na próxima semana, tendo o governo provincial apelado àa população a prevenir-se.

Publicidade

As chuvas torrenciais têm atingido as várias regioes de Angola nos últimos dias, com um balanço negativo de famílias desalojadas, pontes partidas e estradas cortadas.

A cidade de Luanda foi atingida nas últimas vinte quatro horas por chuvas torrenciais, que causaram a morte de uma crianca e desalojaram mais de 250 famílias.

Segundo os Servicos de Protecção Civil e Bombeiros, milhares de casas ficaram inundadas e as vias rodoviárias tornaram-se intransitáveis, principalmente, nas zonas suburbanas da cidade.

Na região de Bengeuela, mais de 500 famílias ficaram desalojadas e outras cercadas pelas águas. A circulacao rodoviária para o interior da regiao tornou-se difícil.

Outras regiões de Angola estão, igualmente, a serem atingidas por chuvas torrenciais que destroem infraestruturas económicas e sociais.

As zonas mais afetadas foram os municípios de Viana, Cacuaco, Talatona e Belas

As autoridades sanitarias temem o surgimento de novos focos de endemias como a malária e a cólera, tendo em conta o deficiente saneamento básico das várias regiões do pais.

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.