Acesso ao principal conteúdo
Brasil

Chevron é indiciada por vazamento de óleo no Brasil

Polícia Federal indicia a empresa petrolífera americana Chevron e a Transocean pelo vazamento de petróleo no Campo de Frade, no Brasil.
Polícia Federal indicia a empresa petrolífera americana Chevron e a Transocean pelo vazamento de petróleo no Campo de Frade, no Brasil. REUTERS/Rogerio Santana/Handout

A Polícia Federal indiciou a empresa petrolífera americana Chevron e a Transocean pelo vazamento de petróleo no Campo de Frade, na bacia de Campos, norte do Estado do Rio de Janeiro, ocorrido em novembro deste ano.No relatório encaminhado ao Ministério Público Federal estão os nomes de 17 executivos das duas empresas, entre eles o presidente da Chevron no Brasil, Gorge Buck.

Publicidade

Para o delegado Fábio Scliar, da Delegacia de Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (Delemaph), as companhias utilizaram "práticas temerárias" e provocaram danos ao meio ambiente. Dentre as acusações, estão a sonegação de informações aos investigadores e a entrega de documentos falsos.

A Chevron, através de um comunicado, declarou a decisão "sem mérito" e insistiu em afirmar ter agido de forma apropriada e responsável diante do vazamento. De acordo com o documento da Polícia Federal, até esta terça-feira teriam vazado cerca de 3 mil barris de óleo cru na região.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.