Acesso ao principal conteúdo
Narcotráfico

Washington alerta para aumento no tráfico de cocaína para o Brasil

Parte de um carregamento de 400kg de cocaína apreendido no Bénin, no oeste da África.
Parte de um carregamento de 400kg de cocaína apreendido no Bénin, no oeste da África. Photo : DEA

O secretário de Estado adjunto e chefe da agência internacional de entorpecentes no Departamento de Estado americano, William Brownfield, alertou nesta sexta-feira para o aumento do tráfico de cocaína para Europa, o Brasil e a Argentina.

Publicidade

"Os traficantes de cocaína encontram novos destinos; primeiro, em seu próprio mercado sul-americano, no Brasil e na Argentina, e em segundo lugar, estabelecem novos mercados na Europa", declarou Brownfield durante um evento em em Sófia, capital da Bulgária.

"A cocaína é transportada pelo oceano Atlântico e chega ao litoral do norte da África antes de integrar as rotas tradicionais de tráfico para a Europa", explicou o secretário. Segundo Brownfield, os Estados Unidos conseguem impedir o tráfico de cocaína da América do Sul para a América do Norte, o que obriga os traficantes a buscar novos mercados.

Ontem, o secretário americano participou da 3ª Conferência Interministerial sobre o Pacto de Paris, realizada na capital da Áustria. Ao final do evento, os participantes adotaram a Declaração de Viena sobre o reforço na luta contra o narcotráfico a partir do Afeganistão. Em 2011, a produção de ópio no país asiático aumentou 61%.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.