Acesso ao principal conteúdo
Brasil/energia

Entre 12 potências, Brasil é 3ª pior em eficácia energética

Fábrica de painéis solares em Yongkang, província chinesa de Zhejiang, em 23/02/12.
Fábrica de painéis solares em Yongkang, província chinesa de Zhejiang, em 23/02/12. REUTERS/Stringer

Um primeiro painel comparativo internacional de eficácia energética de 12 grande economias aponta que o Brasil é o terceiro pior colocado, ganhando apenas do Canadá e Rússia. A potência mais eficiente no consumo de energia é o Reino Unido. A pesquisa foi realizada pelo ACEEE (Conselho Americano por uma Economia Energética Eficiente), baseado em Washington.

Publicidade

O estudo leva em conta a quantidade de energia consumida em relação a alguns critérios, como PIB e população. O Reino Unido é seguido de perto em eficácia energética pela Alemanha, Japão e Itália. Depois é a vez da França, da União Europeia, da Austrália e da China. O pelotão dos maus alunos é composto, em ordem decrescente de eficácia, pelos Estados Unidos, Brasil, Canadá e Rússia.

Para o ACEEE, os Estados Unidos mostraram “poucos ou limitados progressos dirigidos a uma maior eficácia em âmbito global. Os britânicos se destacam principalmente pela eficácia energética de suas indústrias. Já os chineses são os primeiros no setor da construção.

Em relação aos transportes, a China, Itália, Alemanha e Reino Unido dividem o primeiro lugar. A Alemanha é campeã no quesito “esforços nacionais”, noção que agrupa elementos como a taxação, pesquisas ou despesas públicas investidas na busca da eficácia energética.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.