Acesso ao principal conteúdo
ETA/Brasil

Militante separatista basco foragido no Brasil é detido no Rio de Janeiro

Integrante do grupo separatista basco ETA é preso no Brasil
Integrante do grupo separatista basco ETA é preso no Brasil REUTERS/Sergio Moraes

Um militante do grupo armado separatista basco ETA, foragido desde 1991, foi detido no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo ministério espanhol do Interior nessa sexta-feira. O homem, que segundo Madri teria participado atentados à bomba, estaria vivendo escondido no Brasil há mais de duas décadas.

Publicidade

As autoridades espanholas confirmaram que Joseba Gotzon Vizan Gonzalez vivia clandestinamente no Brasil, para onde fugiu após o desmantelamento, em 1991, do comando Vizcaya, facção do ETA responsável por vários atentados. O homem de 53 anos era acusado de terrorismo e alvo de um mandado de prisão europeu lançado pelo tribunal de Madri. Ele estaria no território brasileiro graças a documentos falsificados fornecidos pelo grupo separatista. Não ha informações sobre a data de sua chegada ao país.

Segundo o ministério espanhol do Interior, o militante teria ajudado o Vizcaya a realizar dois atentados à bomba visando a polícia em 1988. Um dos ataques fracassou e o outro deixou um policial gravemente ferido.

De acordo com as autoridades espanholas, 36 membros do grupo foram presos nos últimos 12 meses, três deles apenas esse ano. Mas algumas dezenas de militantes do ETA continuam foragidos.

Enfraquecido, o grupo separatista anunciou em outubro de 2011 que colocaria um ponto final em suas ações violentas, mesmo se recusou encerrar completamente suas atividades e entregar as armas, como exigem os governos da Espanha e da França. O ETA cometeu seu último atentado 2009. Em seus 40 anos de luta armada pela independência do País Basco e de Navarra, os militantes são apontados como responsáveis pela morte de 829 pessoas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.