Acesso ao principal conteúdo
Repercussão

Oficialização da candidatura de Dilma à reeleição ganha destaque na Europa

A presidente Dilma Roussef e o ex-presidente Lula durante a Convenção do PT, em Brasília.
A presidente Dilma Roussef e o ex-presidente Lula durante a Convenção do PT, em Brasília. REUTERS/Joedson Alves

Sites de notícias europeus dão destaque à Convenção do PT ocorrida neste sábado (21), em Brasília. No evento, 800 delegados do partido oficializaram a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição, no dia 5 de outubro. O diário espanhol El Pais afirma que Dilma quer dar "mais futuro" ao Brasil. O apoio incondicional do ex-presidente Lula a Dilma, durante a convenção, impressiona a revista francesa Le Point.

Publicidade

El Pais afirma que Dilma disputará um segundo mandato com a promessa de seguir transformando o Brasil e consciente que se encontra diante da reeleição "mais difícil de todas", como ela mesmo disse. O jornal espanhol comenta que a presidente deixou a cordialidade de lado em seu discurso e logo atacou os críticos de seu governo, "chegando a afirmar que não foi eleita para vender o patrimônio público nem para mendigar dinheiro para o FMI".

O jornal português O Público assinala que a presidente brasileira enfrenta há vários meses uma erosão progressiva da sua popularidade, mas mantém-se ainda como favorita nas pesquisas, com 39% das intenções de voto, segundo uma sondagem Ibope publicada na quinta-feira. "Os seus principais adversários serão o social-democrata Aécio Neves (PSDB), com 21% de intenções de voto, seguido do socialista Eduardo Campos (PSB), com 10% de intenções de voto", acrescenta o diário português.

Má notícia

O Público destaca que a votação do PT aconteceu "depois dos delegados terem recebido, com surpresa, uma má notícia". "O PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), aliado do PT na primeira eleição de Dilma, decidiu não apoiar a sua reeleição", relata o diário. Em nota, assinada pelo presidente nacional do PTB, Benito Gama, o partido anunciou que integrará a aliança de apoio a Aécio Neves.

O site da revista francesa Le Point escreve que "em plena Copa do Mundo, a oficialização da candidatura de Dilma à reeleição ganhou ares de revanche contra as manifestações anti-Copa". A maneira como os participantes da convenção aclamaram Lula chamou a atenção da publicação.

Le Point publica o depoimento da militante petista Nadia Araujo, de 47 anos. "Muitos queriam ver Lula no lugar de Dilma na próxima eleição, mas cada coisa tem seu tempo", afirma a militante. "Como o próprio Lula disse, o importante é reelegermos Dilma", concluiu.

O jornal de esquerda Libération nota que o descontentamento dos eleitores com o governo e a classe política continua importante. "Mas os brasileiros estão atualmente envolvidos com a Copa do Mundo, que eles sonham conquistar pela sexta vez", diz o texto. As reivindicações por melhorias sociais foram temporariamente adiadas. "Os protestos à margem da Copa reúnem um número pequeno de militantes de extrema-esquerda e anarquistas", constata Libération.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.