Acesso ao principal conteúdo
Eleições 2014

Aécio surpreende e enfrentará Dilma no segundo turno

Disputa com Dilma será acirrada pelo bom desempenho de Aécio no primeiro turno.
Disputa com Dilma será acirrada pelo bom desempenho de Aécio no primeiro turno. REUTERS/Edison Vara e Washington Alves

Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) vão disputar o segundo turno da eleição presidencial no Brasil no dia 26 de outubro. Com 99% dos votos apurados, de acordo com resultados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a presidente e candidata petista obteve 41,5% dos votos e o tucano, 33,6%. Marina Silva (PSB), que ocupou o segundo lugar durante boa parte da campanha, ficou em terceiro com 21,2%. A taxa de abstenção foi de 19,4%.

Publicidade

Em quarto lugar, a candidata do Psol, Luciana Genro, conquistou pouco mais de 1,5% da preferência do eleitorado. Os demais concorrentes à presidência sequer ultrapassaram a marca de 1%.

O declínio acentuado de Marina na reta final da campanha foi tão marcante quanto a ascensão surpreendente de Aécio na última semana. A morte do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, em agosto, foi apenas um interlúdio, porque ao final do primeiro turno PT e PSDB prevalecem como as duas forças políticas dominantes, há vinte anos, no cenário nacional.

Como previsto, 13 governadores foram eleitos no primeiro turno. O tucano Geraldo Alckmin conquistou o sexto mandato consecutivo do PSDB em São Paulo. Fernando Pimentel, do PT, venceu o candidato de Aécio, Pimenta da Veiga, em Minas Gerais. Beto Richa (PSDB) salvou a honra do partido oposicionista ao ser reeleito no Paraná.

Flávio Dino, do PC do B, encerrou 50 anos de dominação da família Sarney no Maranhão, impondo uma derrota expressiva a Lobão Filho (PMDB). Também foram eleitos no primeiro turno os governadores de Santa Catarina, Espírito Santo, Pernambuco, Bahia, Tocantins, Piauí, Mato Grosso, Alagoas e Sergipe.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.