Acesso ao principal conteúdo
Brasil/Eleições 2014

Campanha no Brasil chega à reta final com vantagem de Dilma nas pesquisas

Últimas pesquisas apontam vantagem para a presidente Dilma Rousseff (PT) diante de Aécio Neves (PSDB).
Últimas pesquisas apontam vantagem para a presidente Dilma Rousseff (PT) diante de Aécio Neves (PSDB). Ichiro Guerra/Dilma 13 / Marcos Fernandes/Coligação Muda Brasil

A campanha para as eleições presidenciais do Brasil termina oficialmente nesta sexta-feira (24), mas os candidatos prometem disputar cada voto até o proximo domingo (26), dia do segundo turno. E a grande cartada de Dilma Rousseff (PT) e de Aécio Neves (PSDB) é o debate de hoje da Rede Globo que vai ser transmitido à noite. As duas últimas pesquisas apontam uma boa vantagem para a presidente petista.

Publicidade

Cíntia Cardoso, enviada especial da RFI ao Brasil

Dilma Rousseff chega fortalecida nesse duelo. Dados do Ibope divulgados ontem à noite (23) mostram a candidata na liderança da corrida presidencial. Aécio Neves caiu de 51% para 46% dos votos válidos de quarta-feira passada para cá; e Dilma deu uma arrancada e subiu de 49% para 54%.

A Pesquisa Datafolha confirma dados do Ibope: a dois dias do segundo turno, a presidente ampliou sua vantagem sobre o concorrente Aécio Neves. Segundo o Datafolha, Dilma está com 53% das intenções de voto, enquanto o tucano recuou para 47%. O Ibope mostrou que o trunfo da petista é o eleitorado do Nordeste, onde ela abriu 42 pontos de vantagem sobre o tucano. Aécio caiu em todas as regiões do país, menos no Sudeste.

Com o resultado, Dilma sai da margem de erro da pesquisa.

O Debate

Este último debate terá quatro partes. Nas duas primeiras, os temas abordados serão livres e os candidatos podem fazer as perguntas que quiserem uns para os outros.

Nas outras duas partes, eles responderão às perguntas feitas pelos eleitores envolvendo os interesses do país. Setenta e um eleitores indecisos, selecionados pelo Ibope em diversos Estados brasileiros, poderão questionar os candidatos.

Cartada final

Nesse último dia do horário eleitoral gratuito, os candidatos devem usar todas as fichas, mas os ataques devem ficar na gaveta. Dilma Rousseff e Aécio Neves decidiram formalizar um acordo na Justiça Eleitoral concordando em fazer uma campanha "propositiva" no horário eleitoral.

Do lado de Aécio, depoimentos de artistas, de Marina Silva e do senador eleito Romário, vão engrossar o pedido de votos. Do lado de Dilma, imagens dos últimos comícios devem marcar o vídeo final.

Lula

Em São Paulo, Lula comanda um grande ato na manhã desta sexta-feira na Praça do Patriarca, no centro da cidade. O maior colégio eleitoral do pais é crucial para o PT, que ainda não engoliu ter perdido feio no primeiro turno na cidade, inclusive em periferias que sempre apoiaram o partido.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.