Acesso ao principal conteúdo
Europa

Zuckerberg diante dos deputados europeus

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook REUTERS/Leah Millis/File Photo

Mark Zuckerberg, director geral do Facebook, responde esta terça-feira, às questões dos deputados europeus sobre o escândalo relacionado com os milhões de dados pessoais usados para manipular a decisão de voto dos americanos.

Publicidade

A audição de Mark Zuckerberg acontece três dias antes da entrada em vigor da nova legislação europeia sobre a protecção de dados. As empresas que não respeitarem as novas directivas serão penalizadas com multas que podem chegar aos 4% do volume de negócio a nível mundial.

Esta tarde, Zuckerberg será recebido pelo presidente do Parlamento Europeu, António Tajani, os presidentes dos grupos Parlamentares e o responsável pela Comissão das liberdades civis, Claude Moraes.

O Facebook precisou que a reunião no Parlamento Europeu será uma ocasião para “dialogar, escutar os pontos de vista dos eurodeputados e mostrar medidas” tomadas pelo gigante da internet “para melhor proteger a vida das pessoas”.

Depois da revelação do escândalo relacionado com os milhões de dados pessoais usados para manipular a decisão de voto dos americanos, o Facebook merece uma atenção particular dos dois lados do Atlântico.

No início de Abril, Mark Zuckerberg compareceu diante do congresso norte-americano para uma audição pública. Zuckerberg foi chamado a depor devido à utilização indevida de dados de cerca de 87 milhões de utilizadores do Facebook por parte da consultora Cambridge Analytica. A consultora que prestou serviços a Donald Trump durante a campanha presidencial de 2016.

Depois de Bruxelas, amanhã Mark Zuckerberg será recebido em Paris pelo Presidente da França, Emmanuel Macron, juntamente com cerca de 50 dirigentes de grandes empresas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.