Acesso ao principal conteúdo
Brasil

Fernando Henrique Cardoso não votou Bolsonaro

O ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, em Paris
O ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, em Paris Paloma Varon

O antigo Presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, diz que não concorda com "as ideias fundamentais" de Jair Bolsonaro, mas não acredita que o actual executivo "vá quebrar a regra democrática".

Publicidade

Em entrevista exclusiva à RFI, o ex-chefe de Estado do Brasil disse ser oposição a Jair Bolsonaro. "Eu seria oposição de qualquer maneira, eu não votei nele, porque eu tinha outro candidato de um outro partido", referiu.

Fernando Henrique Cardoso disse ainda que não concorda com "as ideias fundamentais" que Jair Bolsonaro expressou durante a campanha, porém não acredita que o actual executivo "vá quebrar a regra democrática".

O antigo Presidente do Brasil reconheceu que nesta eleição o cansaço da população face à corrupção e à violência acabou por ditar as regras.

"Não houve uma votação de escolhas entre esquerda e direita, entre democracia e ditadura. Isso não estava em jogo. O que estava em jogo é essa irritação da população contra a corrupção e pela existência de uma violência espraiada no país. Queriam ordem. Foi mais no sentido de simbolizar a ordem e não estar vinculado a processos de corrupção que levou à eleição", explicou.

Fernando Henrique Cardoso admitiu ainda que o actual governo "tem elementos de direita e de extrema-direita", porém reconheceu que "o jogo da sociedade, a resistência do parlamento e da imprensa" vão ditar o futuro do país.

O antigo Presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, esteve de passagem em Paris onde participou no debate “Ordem contra a democracia?”, organizado pelo Colégio de Estudos Mundiais, da Fundação Casa das Ciências do Homem na Casa da América Latina.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.