Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

As barracas da Ilha do Fogo

RFI/Odair Santos

A Ilha do Fogo festejou este sábado, 11 de Julho, o Dia Mundial da População, sob o lema "As populações vulneráveis em situação de emergência". Para marcar a data, foram realizadas feiras de saúde em Achada Furna e Monte Grande, as localidades que acolhem a maior parte das famílias deslocadas de Chã das Caldeiras.

Publicidade

Achada Furna, Ilha do Fogo

A Ilha do Fogo, em Cabo Verde, celebrou o Dia Mundial da População tendo como pano de fundo a erupção vulcânica de novembro e os habitantes que perderam casas e terrenos de cultivo.

Hoje, ainda há pessoas a viverem em espaços improvisados nos centros de acolhimento. Em Achada Furna, a poucos quilómetros do vulção do Pico, há tendas e barracas de papelão e palha onde vivem até catorze pessoas.

Por outro lado, ainda não se sabe quando começam as obras do novo assentamento.

 

 Oiça aqui a reportagem do nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.