Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Primeiro - ministro de Cabo Verde evoca situação do Boeing da TACV

Avião da TACV
Avião da TACV DR

O Primeiro-ministro cabo-verdiano falou pela primeira vez do caso do Boeing da TACV, apreendido na Holanda. José Maria Neves afirmou ter sido igualmente apanhado de surpresa, já que havia negociações em curso para resolver a dívida da transportadora aérea nacional aos seus fornecedores.

Publicidade

O Boeing 737-800 da TACV foi arrestado na tarde de sábado, no aeroporto de Roterdão por alegadas dívidas a fornecedores.

O aparelho, que fazia a ligação entre o Sal e Paris, com escala na Holanda, foi palco duma situação fora do comum, quando um representante do Ministério Público e agentes da polícia entraram a bordo. Foi então ordenada a evacuação e selagem do aparelho, e a tripulação foi informada do motivo do arresto.
 

Neste fim - de - semana, os dois principais partidos da oposição cabo-verdiana, MpD e UCID, responsabilizaram o governo por aquela situação. O partido no poder, o PAICV, por intermédio da sua presidente e candidata às eleições legislativas de 20 de Março, Janira Hopffer Almada, respondeu às críticas, alegando que o governo estava a tomar as medidas necessárias para pagar a dívida da TACV, e resolver a situação.
 

Oiça aqui as declarações do Primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, num áudio recolhido pelo nosso correspondente, Odair Santos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.