Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

OMS assinala vírus Zika em Cabo Verde, mas com muito atraso !

Imagem 3D do zika vírus
Imagem 3D do zika vírus DR

A Organização Mundial de Saúde noticiou hoje que a estirpe do virus Zika, responsável por casos de microcefalia na América Latina, se propagou pela primeira vez a Cabo Verde. Mas, para a médica epidemiologista cabo - verdiana Maria de Lurdes Monteiro, esta notícia não é exacta. 

Publicidade

A notícia publicada nesta Sexta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS), surpreende. Com efeito, o arquipélago já conhece este vírus há muito tempo .

Exemplo disso, aas notícias referentes ao 7.490 casos suspeitos de vírus zika notificados entre 21 de Outubro de 2015 e 6 de março de 2016, em que 165 envolvem as mulheres grávidas. Destas, 44 já tiverem bébé, sem quaisquer complicações ou anormalidades.

E entre 29 de Fevereiro e 6 de Março de 2016, 33 casos suspeitos de zika foram registrados na ilha de Santiago e no município de São Filipe (ilha do Fogo).

Sendo assim, a notícia hoje hoje publicada pela OMS é inexacta, ou trata-se duma má interpretação quanto a números, ou quanto à estirpe do vírus da zika.

Oiça aqui a reacção médica epidemiologista cabo - verdiana Maria de Lurdes Monteiro, da Direcção Nacional de Saúde:

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.