Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Maior partido da oposição cabo-verdiana vai a votos no domingo

Janira Hopffer Almada, líder do PAICV.
Janira Hopffer Almada, líder do PAICV. RFI/Neidy Ribeiro

 O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) vai realizar no próximo domingo eleições directas, sendo a actual presidente Janira Hopffer Almada, a principal candidata, não tendo adversários na corrida à liderança.

Publicidade

 Janira Hopffer Almada recandidata-se às eleições do PAICV, após ter colocado o lugar à disposição, na sequência de três derrotas eleitorais de 2016.

A candidatura foi subscrita por 6.210 militantes, ou seja mais 1.210 militantes do que os que subscreveram a sua primeira candidatura de à presidência do partido em 2014.

Janira Hopffer Almada tem sido contestada por um grupo de destacados militantes, alguns antigos colegas da presidente do PAICV no Governo liderado por José Maria Neves, que há dois meses tinham apresentado um "Manifesto de Militância" a exigir mais diálogo interno.

Mas dessas críticas não despontaram candidaturas alternativas à de Janira Hopffer Almada.
O grupo de militantes contesta a "marcação apressada" e "inoportuna" destas eleições e denuncia alegadas irregularidades, cenário que dizem ter impedido o surgimento de candidaturas alternativas à liderança.

Entre os subscritores de tal manifesto contam-se o deputado Júlio Correia, os ex-ministros Otávio Tavares e Marisa Morais, bem como Felisberto Vieira, antigo autarca da Praia, que em 2014 disputara com Janira Hopffer Almada a liderança do partido.

Para as eleições directas de domingo estão inscritos 34.720 militantes, mais 2.205 do que nas directas de 2014.

O congresso do PAICV está marcado para os dias 17, 18 e 19 de fevereiro e irá contar com a participação de 230 delegados.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.