Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde sabe como prevenir entrada de “Carne Fraca”

Escândalo da "carne fraca"
Escândalo da "carne fraca" DR

O Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, afirmou que Cabo Verde tem um sistema que permite prevenir a entrada de venda ilegal de carne. Uma informação que surge na sequência da operação “Carne Fraca”.  

Publicidade

Na sequência da operação “Carne Fraca” que colocou sob suspeita a carne no Brasil, o Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, afirmou que Cabo Verde tem um sistema que permite prevenir a entrada de venda ilegal de carne.

Em declarações prestadas à Rádio Pública, Gilberto Silva explicou que as autoridades estão a analisar as importações em curso, mas garantiu que o sistema de controlo é fiável.

Também a Agência de Regulação de Produtos Farmacêuticos e Alimentares avançou que está em articulação com a autoridade sanitária a verificar se houve ou não entrada de carnes ilegais e de má qualidade em Cabo Verde.

O Brasil, o maior exportador mundial de carne bovina, enfrenta desde o último fim-de-semana uma grave crise que está a abalar a confiança do mundo na carne do gigante da América Latina. 

A Polícia Federal brasileira emitiu 309 mandados judiciais em seis estados numa operação – intitulada Carne Fraca - que há dois anos investiga um esquema de corrupção entre fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento e vários empresários do sector.

Oiça aqui a correspondência de Odair Santos, na cidade da Praia
 

 

 

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.