Acesso ao principal conteúdo
HOMOSSEXUALIDADE

Gay Pride em Madrid e também na Cidade da Praia

A capital espanhola é palco da WorldPride 2017, aqui o bairro de Chueca.
A capital espanhola é palco da WorldPride 2017, aqui o bairro de Chueca. AFP

Começa hoje em Madrid a Marcha mundial do orgulho da comunidade homossexual, bissexual e transgénero. São aguardados dois milhões de pessoas, 40 anos após as primeiras marchas em Espanha pela igualdade de direitos. Numa altura em que em Cabo Verde tem em curso uma série de actividades que culminam dia 28 com a Praia Pride, na capital.

Publicidade

A WorldPride 2017 coincide com os quarenta anos das primeiras marchas em prol da igualdade dos homossexuais espanhóis.

Após o fim do regime franquista, nos anos 70, profundamente marcado por valores conservadores do catolicismo a Espanha começou uma abertura social a todos os níveis.

Ao ponto de se tornar em Julho de 2005 no terceiro Estado membro da União Europeia, após os Países Baixos e a Bélgica, a adoptarem a abertura do casamento a casais do mesmo sexo.

Esta é a primeira vez que Madrid, com o seu bairro Chueca, que concentra a maior parte dos estabelecimentos da comunidade gay, vai acolher a WorldPride após Londres, em 2012, e Toronto, em 2014. Nova Iorque será palco deste mesmo evento em 2019.

O evento coincide com a Gay Pride de Paris, a decorrer este sábado, ou ainda com a Praia Pride, agendada para a capital cabo-verdiana no dia 28.

Um fórum que se inscreve na senda do que na Ilha de São Vicente o Mindelo Pride tem feito ao longo dos últimos cinco anos.

Porém na Ilha de Santiago já decorrem desde 22 de Junho uma série de actividades alusivas da "Semana Pride" como relatou à rfi Anilton Barros, presidente da Associação Gay de Cabo Verde, realçando a importância destes fóruns em prol da igualdade.

Anilton Barros, presidente da Associação Gay de Cabo Verde, admitiu que o seu país tem dado maior visibilidade às minorias sexuais do que os vizinhos da região ocidental africana.

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.