Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde : Novo Banco instaura processos de contra-ordenação

Novo Banco
Novo Banco PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP

O Banco de Cabo Verde instaura processos de contra-ordenação aos anteriores administradores do Novo Banco do arquipélago. Seis processos de contra-ordenação estão a ser aberto neste sentido.

Publicidade

O Banco de Cabo Verde instaurou seis processos de contra-ordenação aos anteriores administradores do Novo Banco cabo-verdiano, informou o governador do banco central cabo-verdiano, João Serra na sua audição relizada pela CPI sobre o Novo Banco cabo-verdiano.

O governador do Banco central disse aos deputados que anteriores administradores do Novo Banco de Cabo Verde que prevaricaram vão pagar, independentemente das consequências; que "a culpa não poder morrer solteira e há responsabilidades contra-ordenacionais que serão assacadas". O Novo Banco de Cabo Verde foi já extinto, em Março, após uma resolução do Banco de Cabo Verde.

Por outro lado, o governador do Banco central afirmou que ainda não recebeu a proposta do Novo Banco de Portugal para venda de 90% do Banco Internacional de Cabo Verde a uma sociedade constituída no Bahrein, como anunciou na quarta-feira, a instituição financeira portuguesa.

João Serra explicou que o negócio será consumado só quando tiver o aval do BCV que é o regulador.

Ouça o relato de Odair Santos, o nosso correspondente em Cabo verde.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.