Acesso ao principal conteúdo

Cabo Verde: Regionalização não passa por referendo

Santo Antão, Cabo Verde.
Santo Antão, Cabo Verde. Miguel Martins/RFI

Em Cabo Verde o governo descarta a realização de um referendo sobre o seu projecto de regionalização que deverá ser aprovado pela via parlamentar.

Publicidade

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva descartou a hipótese de referendo sobre regionalização do país, durante uma conferência, em Santo Antão, onde a proposta do Governo foi socializada e analisada.

Ulisses Correia e Silva disse que o parlamento tem todas as competências para aprovar o diploma e espera que se criem os consensos necessários.

Os autarcas de Santo Antão acreditam que a regionalização vai alavancar o desenvolvimento da ilha fixando os jovens no território, como afirmou Orlando Delgado, presidente da câmara municipal de Ribeira Grande de Santo Antão.

O primeiro-ministro anunciou em Santo Antão que a proposta de lei sobre a regionalização vai ser aprovada amanhã em Conselho de Ministros e logo a seguir introduzida no parlamento para ser votada o mais tardar até Junho deste ano.

Mais pormenores com o nosso correspondente Odair Santos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.