Acesso ao principal conteúdo
CABO VERDE

Cabo Verde: PM satisfeito com crescimento da economia

O chefe do Governo, Ulisses Correia e Silva, mostrou-se satisfeito com os dados e afirma que a redução da taxa de desemprego e o aumento económico são frutos "da dinâmica das políticas do executivo".
O chefe do Governo, Ulisses Correia e Silva, mostrou-se satisfeito com os dados e afirma que a redução da taxa de desemprego e o aumento económico são frutos "da dinâmica das políticas do executivo". DR

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou os dados sobre a economia cabo-verdiana. De acordo com o INE, em 2017 a economia cresceu quase 4% e o desemprego baixou de 15% para 12,2%. O primeiro-ministro diz-se "satisfeito", enquanto que os partidos na oposição expressam o seu cepticismo.

Publicidade

A economia cabo-verdiana cresceu 3,9% e o desemprego desceu de 15% para 12,2% em 2017, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Após a divulgação destes dados, o chefe do Governo, Ulisses Correia e Silva, mostrou-se satisfeito com os dados e afirma que a redução da taxa de desemprego e o aumento económico são frutos "da dinâmica das políticas do executivo".

"Toda esta dinâmica de políticas que o Governo tem estado a desenvolver e de reformas está no caminho certo e de tendência crescente", afirmou o primeiro-ministro cabo-verdiano. 

Palavras corroboradas pelo MPD, partido que sustenta o executivo de Ulisses Correia e Silva, que, através do seu secretário-geral, Miguel Monteiro, disse que a descida do desemprego é "consequência da estratégia delineada pelo governo".

Em contraste estão os partidos da oposição, que apresentam leituras diferentes sobre a redução da taxa de desemprego.

O PAICV considera enganadora a descida da taxa de desemprego, defendendo que os dados revelam a degradação  de indicadores chave do mercado de trabalho e destruição de empregos.

Para a UCID os dados sobre o desemprego, apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística, não correspondem à realidade do país e pede a revisão dos critérios que analisam a taxa de desemprego. 

Confira aqui a crónica do nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos, sobre o assunto. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.