Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde: Binter não suspende venda de bilhetes inter-ilhas

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. Odd ANDERSEN / AFP

A companhia aérea Binter Cabo Verde, de origem das vizinhas Ilhas Canárias, recuou na sua decisão em suspender a venda de bilhetes para voos domésticos a partir de 28 de Outubro, dia em que entra em vigor a redução das tarifas máximas nos voos domésticos em Cabo Verde em 2,33%, medida aprovada pelas autoridades cabo-verdianas.

Publicidade

Em menos de 24 horas, a Binter Cabo Verde recua na sua decisão de suspender a venda de bilhetes inter-ilhas para datas a partir de 28 de Outubro. Num comunicado a companhia aérea justifica a decisão com "o resultado das reuniões frutíferas da tarde de terça-feira", sem especificar com quem foi a reunião, nem quais os resultados.

No mesmo comunicado a Binter explica que "endereçou um pedido à Agência de Aviação Civil no sentido de reavaliar o quadro tarifário previsto para entrar em vigor a 28 de Outubro, por entender que a mesma não assegura o equilíbrio económico-financeiro da empresa". Na tarde de terça-feira, a Binter Cabo Verde tinha emitido um comunicado onde considerava que estavam "em riscos os voos inter-ilhas e em perigo a continuidade dos compromissos assumidos com o Governo, tendo em conta a redução das tarifas deliberada pela Agência de Aviação Civil".

Em reacção, o presidente da Associação para Defesa do Consumidor, António Pedro Silva afirma que esta situação foi criada pela Agência de Aviação Civil que não cumpre a lei.

Até o momento não houve nenhuma reacção do Governo e nem da Agência de Aviação Civil, que aprovou a novas tarifas máximas aplicadas no sector de transporte aéreo doméstico no arquipélago.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Odair Santos.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.