Acesso ao principal conteúdo
CABO-VERDE

Cabo Verde: Governo descarta subsidiar Binter

Aeronave da Binter em Cabo Verde.
Aeronave da Binter em Cabo Verde. capeverdeislands.org

Em Cabo Verde as ameaças sobre a prossecução dos voos domésticos assegurados só pela Binter, companhia aérea das Canárias, continuam a dominar a actualidade. O governo descarta qualquer subsídio à empresa enquanto o presidente disse que deve prevalecer o interesse do país e dos cabo-verdianos.

Publicidade

Depois da reguladora dos transportes aéreos em Cabo Verde ter afirmado que está a analisar a proposta da Binter para que as novas tarifas máximas nas ligações inter-ilhas entrem em vigor em janeiro de 2019, a oposição tem feito duras criticas ao Governo, à Binter e à Agência de Aviação Civil.

A UCID pede a demissão do conselho de administração da Agência de Aviação Civil por considerar que a reguladora está a submeter-se à chantagem da Binter.

Já para o PAICV, através do seu vice-presidente, Nuias Silva, o país está a assistir uma encenação para uma eventual subsidiação da Binter.

Em reacção, o secretário de Estado das Finanças, Gilberto Barros disse que está fora de questão uma subsidiação da companhia área Binter.

A partir dos Estados Unidos da América, o presidente da República, Jorge Carlos Fonseca comentou o caso Binter e novas tarifas e disse que deve prevalecer o interesse do país e dos cabo-verdianos.

Confira a reportagem com Odair Santos, nosso correspondente em Cabo-Verde.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.