Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde / Paridade

Cabo Verde : Importante evento defende a paridade

A paridade entre homens e mulheres é tema de debate na cidade da Praia, em Cabo Verde (imagem de ilustração).
A paridade entre homens e mulheres é tema de debate na cidade da Praia, em Cabo Verde (imagem de ilustração). Flickr

Cabo Verde acolheu hoje o evento Open Day Regional de 2018, numa altura em que a lei de paridade está na ordem do dia. O chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca, salientou os avanços alcançados no país, porém referiu que as mulheres são minoria nos órgãos de decisão.

Publicidade

Reconhecendo os esforços de Cabo Verde para integrar o género em todos os setores e os seus atuais esforços para a adoção de uma lei de paridade, a ONU MULHERES e a CEDEAO, organizam nesta segunda-feira a Open Day Regional de 2018 em Cabo Verde, focado no tema: “Envolver mulheres e jovens em todos os processos de tomada de decisão na África Ocidental e nos países do Sahel."

Na abertura do evento, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, salientou os avanços conseguidos por Cabo Verde em igualdade e equidade de género, e disse que apesar de serem maioria no país, as mulheres são minoria nos órgãos de decisão.

De acordo com o presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, a Lei da Paridade em Cabo Verde, vai ser discutida ainda este ano no Parlamento. Jorge Santos falava aos jornalistas, à margem da assinatura com a diretora Regional da ONU Mulheres para a África Ocidental e Sahel, o acordo para implementação do Plano de Ação Advocacy para a Lei da Paridade, onde afirmou que a Paridade em Cabo Verde é uma questão de justiça social.

Por outro lado, o projecto Womenise.it, que tem como missão promover o empoderamento e a emancipação das mulheres, vai lançar no próximo ano, no país, um selo de segurança para táxis, onde as mulheres podem identificar os táxis seguros antes de solicitarem o serviço.

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.