Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde: Greve nos Correios perturba época natalícia

Greve nos Correios perturba época natalícia.
Greve nos Correios perturba época natalícia. JOE RAEDLE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Segundo e último dia da greve dos Correios, em protesto contra a redução dos subsídios de Natal e outras injustiças laborais, no entanto, e devido aos feriados da quadra natalícia, os Correios só abrirão a 26 de Dezembro.

Publicidade

Os cabo-verdianos que têm encomendas para receber via os Correios, neste Natal, vão poder fazê-lo, somente na próxima quarta-feira. Esta é uma das consequências da greve de 48 horas dos Correios de Cabo Verde iniciada na quinta-feira e incluiu a tolerância de ponto na próxima segunda-feira, 24 de Dezembro.

Os trabalhadores dos Correios de Cabo Verde são contra a redução do subsídio de Natal de 100% para 60% do valor do salário.

O secretário permanente do Sindicato dos Transportes, Telecomunicações Hotelaria e Turismo (SITTHUR), Carlos Lopes, afirma que a administração da empresa tomou uma medida arbitrária ao cortar 40 por cento do subsídio de Natal aos funcionários dos Correios de Cabo Verde.

Em reacção, o administrador dos Correios de Cabo Verde, Cipriano Carvalho, explicou que o subsídio de Natal não é um direito adquirido dos trabalhadores, sendo que o regulamento interno diz que esse subsídio só é atribuído em percentagem, dependendo do resultado da empresa e da situação económica e financeira dos Correios, mesmo assim, diz ter paga outros benefícios aos funcionários.

A greve dos funcionários dos Correios está a ter maior impacto, no Mindelo e na Praia, as duas maiores cidades do país, onde muitos idosos não conseguiram receber a pensão social, por causa da paralisação.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Odair Santos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.