Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde: 24 óbitos por negligência hospitalar

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. Flickr/ RFI

Pelo menos 24 pessoas morreram por negligência nos hospitais do arquipélago, no entanto a tutela promete averiguar as causas destes óbitos.

Publicidade

O ministério da Saúde promete averiguar os alegados 24 óbitos ocorridos em Cabo Verde por negligência dos profissionais de saúde, como referiu a inspectora-geral de Saúde, Íris Vasconcelos de Matos durante uma audição parlamentar e depois da televisão pública ter divulgado o áudio, em que a inspectora-geral de Saúde afirma que em nove meses de função auditou "24 óbitos não esperados, por negligência dos profissionais de saúde".

Abordado pelos jornalistas, o director nacional de saúde, Artur Correia, afirma que o ministério da Saúde vai averiguar e tomar medidas.

Por outro lado, o director nacional de saúde reconheceu que ainda não há especialistas necessários em todas as ilhas, sobretudo nas mais periféricas como Brava, Maio, Boa Vista e São Nicolau.

Mais pormenores com o nosso correspondente Odair Santos.

Correspondência de Cabo Verde

Noutro teor estão marcadas para este sábado, 9 de Março, duas manifestações na ilha da Brava em protesto contra a morte, no sábado passado, de uma parturiente de 27 anos evacuada de barco para a Ilha do Fogo, porque apesar de uma gravidez sem risco, se registou uma paragem na progressão fetal, o que implica uma cesariana e não há cirurgião na ilha da Brava capaz de proceder à operação. A mulher acabou por falecer no barco para a ilha do Fogo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.