Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde / Exercícios militares

Cabo Verde participa no OBANGAME EXPRESS 2019

Cabo Verde e Oceano (imagem de arquivo)
Cabo Verde e Oceano (imagem de arquivo) DANIEL SLIM / AFP

As Forças Armadas cabo-verdianas participam no exercício OBANGAME EXPRESS 2019 com o navio guardião e cerca de 40 militares, desde esta sexta-feira. Os exercícios, que contam com a participação de outros países da sub-região, englobam actividades no mar e em terra, contando com a coordenação dos Estados Unidos, e colaboração de parceiros Euro-Atlântico.

Publicidade

As Forças Armadas de Cabo Verde participam, com quarenta militares e o navio Guardião da Guarda Costeira, na 9ª edição do Obangame Express.

O Exercício Militar junta 40 países da Região Oeste Africana sob a égide dos Estados Unidos da América, em colaboração com os parceiros Euro-Atlânticos no combate a tráfico de drogas, emigração ilegal, contrabando, operações de busca e salvamento marítimo.

O Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, Anildo Morais, defende que o   exercício militar do Obangame Express é fundamental para melhorar a segurança marítima em África.

O Obangame Express faz parte do Programa criado para aperfeiçoar as habilidades das Forças Armadas africanas como parte de um compromisso de longo prazo de todos os seus participantes, provenientes da África, dos EUA, da Europa e da América Latina.

Durante os exercícios, que arrancaram esta Sexta-feira, e que decorrem nas  águas sob jurisdição do Senegal, vão ser desenvolvidos vários cenários atinentes à Segurança Marítima, como a fiscalização das pescas, combate ao tráfico de drogas, imigração ilegal, tráfico humano, tráfico de armas, pirataria e busca e salvamento.

Oiça aqui mais pormenores com o correspondente da RFI em Cabo Verde, Odair Santos :

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.