Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Santiago terá a maior Central Solar Fotovoltaica

Painéis de energia solar.
Painéis de energia solar. Flickr/ Creative Commons

O governo cabo verdiano assinou com a empresa Tâmega Energy SA um contrato para a construção daquela que vai ser a maior central solar fotovoltaica do país.

Publicidade

A maior Central Solar Fotovoltaica de Cabo Verde vai ser erguida no município de São Miguel, no interior da Ilha de Santiago, com um custo de 100 milhões de euros.

A infraestrutura vai ocupar uma área de 22 hectares, e terá capacidade para produzir 10 megawatt.

Ao presenciar a assinatura do contrato para a implementação, construção e exploração da Central Solar entre o Governo e a empresa vencedora do concurso público, o primeiro ministro, Ulisses Correia e Silva, considerou ser um momento “marcante” para o país porque o projecto tem impacto a vários níveis.

Significa uma contribuição importante para o aumento da produção de energia renovável e para a execução do nosso plano de transição energética.

Tem um impacto importante na dinamização do emprego, que é na fase da construção e da instalação, mas há também oportunidades de emprego na fase de operação e manutenção, que são empregos mais duráveis e sustentáveis.

O impacto sobre o ambiente foi aqui demonstrado, 11800 toneladas por ano de poupança: de não poluição através de CO2”, afirma o primeiro ministro cabo verdiano.

Integrada no Programa Nacional para a Sustentabilidade Energética, a Central Solar Fotovoltaica de Calheta de São Miguel vai custar 100 milhões de euros e deverá ficar concluída em Setembro de 2020.

O governo pretende alcançar 30% de penetração das energias renováveis até 2025 e ultrapassar 50% em 2030.

Oiça aqui a reportagem de Odair santos, em Cabo verde.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.