Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Dois dias de luto pelo falecimento do 1° bispo de Cabo Verde

Dom Paulino do Livramento Évora, bispo emérito de Cabo Verde, faleceu domingo 16/06/2019
Dom Paulino do Livramento Évora, bispo emérito de Cabo Verde, faleceu domingo 16/06/2019 archiviovaticana.va

O governo decretou dois dias de luto nacional, na sequência do falecimento este domingo de D. Paulino Évora, o 1° bispo de Cabo Verde independente, que em 2009 renunciou ao bispado, tendo sido substituído por D. Arlindo Furtado.

Publicidade

Dom Paulino do Livramento Évora, nasceu na cidade da Praia em 1931 e foi o primeiro bispo cabo-verdiano, também bispo emérito de Cabo Verde, faleceu este domingo (16/06) com quase 88 anos de idade, que completaria a 22 de Junho, o governo decretou dois dias de luto nacional a partir desta segunda-feira (17/02).

Durante 34 anos Dom Paulino Évora dirigiu a igreja católica em Cabo Verde, tendo sido nomeado bispo pelo Papa Paulo VI e ordenado o primeiro bispo do arquipélago a 22 de Junho de 1975 na Diocese de Santiago, cargo que manteve até à sua renúncia por motivos de idade a 14 de Agosto de 2009, sendo então substituído por Dom Arlindo Gomes Furtado.

D. Arlindo Furtado é por sua vez o primeiro cardeal de Cabo Verde, ordenado pelo Papa Francisco a 4 de Janeiro de 2015, com lugar no Consistório Ordinário Público.

É bispo de Santiago e foi ordenado padre em 18 de Julho de 1976 na freguesia de Santa Catarina pelo Bispo D. Paulino do Livramento Évora, que posteriomente onomeouprimeiro bispo de Mindelo a 14 de Novembro de 2003, consagrado a 22 de Fevereiro de 2004 sob o lema episcopal é "Jesus, o Bom Pastor".

Dom Paulino Évora, também considerado um "grande lutador e impulsionador da democracia no arquipélago e figura marcante na renovação da igreja e da fé em Cabo Verde", foi ordenado padre em Carcavelos, Portugal a 16 de Dezembro de 1962, começou por trabalhar neste país e posteriomente foi enviado para Angola, onde permaneceu até 1975, quando foi chamado para orientar a Diocese de Cabo Verde, a sua terra natal, num período que coincidiu com o da independência do arquipélago a 5 de Julho de 1975.

Os restos mortais do bispo emérito D. Paulino Évora vão a enterrar quarta-feira (19/06) no cemitério da Várzea, em Santiago, mas tal poderia também ocorrer na igreja Pró-Catedral segundo D. Arlindo Furtado.

Entretanto o corpo de D. Paulino Évora permancerá em velório até terça-feira (18/06) no convento das irmãs franciscanas em Achada de Santo António - onde ele faleceu - e nesse mesmo estar em câmara ardente na igreja Pró-Catedral, onde serão celebradas a oração de vésperas e a missa fúnebre.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.