Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Cabo Verde: Governo apoia regresso voluntário de imigrantes ao país de origem

Fernando Elísio Freire, ministro cabo-verdiano da Presidência do Conselho de Ministros.
Fernando Elísio Freire, ministro cabo-verdiano da Presidência do Conselho de Ministros. Cristiana Soares/RFI

Cidadãos estrangeiros que queiram regressar aos seus países de origem vão ser apoiados pelo governo de Cabo Verde. A decisão foi tomada no Conselho de Ministros e anunciada pelo ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Elísio Freire.

Publicidade

Oitenta por cento dos imigrantes em Cabo Verde se sentem integrados, segundo o Governo, mas há estrangeiros que infelizmente não consegue alcançar os seus objetivos. Por isso, o Governo vai apoiar os cidadãos estrangeiros em situações de irregularidade há mais de um ano e que queiram regressar aos seus países de origem. A decisão foi tomada no Conselho de Ministros e anunciada pelo ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire.

Segundo o governante, a grande maioria dos imigrantes que residem em Cabo Verde sente-se bem integrada no país. “Muitas pessoas procuram o nosso país para trabalhar”, disse o ministro que, no entanto, ressalvou que nem sempre os imigrantes que chegam a Cabo Verde se conseguem integrar na sociedade ou no mercado de trabalho nacional e optam por regressar aos seus países de origem. Assim, este programa tem por objectivo auxiliar os imigrantes que estejam em Cabo Verde e que queiram regressar voluntariamente aos seus países de origem quando se encontrem em “situações de irregularidade há mais de um ano, precariedade social, vulnerabilidade familiar”.

O Governo vai disponibilizar a esses cidadãos passagens de regresso, ajudas institucionais e facilitação de contactos. Ficam de fora do programa para apoiar o regresso de imigrantes ao país de origem os cidadãos que estejam a enfrentar problemas com a justiça nacional.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Odair Santos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.