Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

PM de Cabo Verde discursou na assembleia geral da ONU

PM de Cabo Verde na assembleia geral da ONU defende país de renda alta e economia azul
PM de Cabo Verde na assembleia geral da ONU defende país de renda alta e economia azul DR/UNNews

O primeiro-ministro, de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, discursou, ontem, perante a 74ª sessão da Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, apostando, num Estado de alta renda e virada nomeadamente para a economia azul e o turismo. O PM de Cabo Verde quer um país que sirva de plataforma entre África, Europa e Américas.  

Publicidade

"A localização que nos colocava distantes do mundo, hoje, é um recurso importante para posicionar Cabo Verde no Atlântico Médio, como uma plataforma para a economia de circulação entre África, Europa, Estados Unidos da América e o Brasil", declarou, ontem, na Assembleia geral da ONU, em Nova Iorque, Ulisses Correia e Silva.

O Primeiro-ministro de Cabo Verde, afirmou, ainda, que quer um "Cabo Verde de alta renda e transformar uma economia azul em turismo".

Nesta 74ª sessão da Assembleia-Geral dos países membros da ONU, que continua a decorrer, em Nova Iorque, o chefe do governo de Cabo Verde, sublinhou, que "o vento e o sol, que eram sinais de estiagens, hoje, são recursos para produzir energia renovável."

Ulisses Correira e Silva, fez, igualmente, no seu discurso, um balanço da transição de Cabo Verde, como PMA, país menos avançado, para PRM, país de rendimento médio e o projectou um Arquipélago de "renda alta" que necessita de "financiamentos e de cooperação".

Oiçamos algumas passagens do discurso do Primeiro-ministro de Cabo Verde, no aerópago mundial da ONU, num registo magnético, disponibilizado pelos serviços da Rádio das Nações Unidas, em Nova Iorque.

"Transformar a economia azul em Turismo. O vento e o sol, que eram sinais de estiagens, hoje, são recursos para produzir energia renovável."

"A localização que nos colocava distantes do Mundo, hoje, é um recurso importante para posicionar Cabo Verde, no Atlântico Médio, como uma plataforma para a economia de circulação, entre África, Europa, Estados Unidos da América e o Brasil."

"Temos os desafios do desenvolvimento que se colocam aos pequenos Estados insulares graduados a rendimento médio."

"O objectivo não é sair da estação de PMA para fica na estação de país de rendimento médio, em condições de financiamento e de cooperação mais penalizantes."

"O objectivo é atingir o desenvolvimento e a renda alta. É necessário, por isso, que o processo de transição, tenha em conta e tenha como meta, o desenvolvimento". 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.