Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Binter Cabo Verde condenada por omissão de auxílio

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. AFP

A Binter Cabo Verde e um piloto foram condenados pelos crimes de impedimento de prestação de socorro e omissão de auxílio.

Publicidade

A companhia aérea Binter Cabo Verde e o piloto Nuno Miguel foram condenados pelo Tribunal da Comarca da Boa Vista pelos crimes de impedimento de prestação de socorro e omissão de auxílio.

O caso aconteceu em Maio de 2018, quando a Binter Cabo Verde não transportou um homem que foi baleado e esfaqueado, na ilha da Boa Vista e que precisava ser atendido no Hospital Central da Praia.

De acordo com a sentença, a Binter Cabo Verde foi condenada a uma multa de 4 milhões de escudos, cerca de 37 mil euros e o piloto condenado a um ano de prisão com pena suspensa.

A advogada da Binter Cabo Verde e do piloto, Maria João de Novais promete recorrer da sentença que considera ser uma vergonha.

Mais pormenores com o nosso correspondente Odair Santos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.