Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Arrancou o julgamento da maior apreensão de droga

Arrancou o julgamento da maior apreensão de droga em Cabo Verde
Arrancou o julgamento da maior apreensão de droga em Cabo Verde RFI/Odair Santos

Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal da Comarca da Praia, o julgamento do caso da apreensão de cerca de 10 toneladas de cocaína, na capital cabo verdiana. A defesa alega que os arguidos foram coagidos a transportar a droga e pediu ao colectivo de juízes para não se deixar levar pelas aparências.

Publicidade

No arranque do julgamento o advogado de defesa dos 10 arguidos alegou que os seus constituintes foram coagidos a transportar a droga e apelou ao colectivo de juízes para não se deixar levar pelas aparências.

O caso remonta a Janeiro do ano passado, quando 11 cidadãos de nacionalidade russa foram detidos a bordo do cargueiro ESER no Porto da Praia com 9 mil e 570 quilos de cocaína em “elevado grau de pureza”, incinerada pelas autoridades dias depois.

Conforme avançou a Polícia Judiciária, na altura, o cargueiro transportava a droga oriunda da América do Sul e tinha como destino a cidade de Tânger, no norte de Marrocos.

A embarcação fez uma escala no Porto da Praia para cumprir os procedimentos legais relacionados com a morte a bordo de um dos tripulantes, mas a PJ disse que já tinha informações que se tratava de uma embarcação suspeita.

Os 11 cidadãos russos foram colocados em prisão preventiva até ao julgamento, mas um deles morreu dá duas semanas no Hospital Agostinho Neto, de causas naturais, como informou o advogado de defesa e confirmado pela embaixada da Rússia na cidade da Praia.

Agora os 10 indivíduos são acusados pelo Ministério Público de tráfico internacional de Drogas e associação criminosa.

De acordo com Tribunal da Comarca da Praia, o julgamento que vai decorrer até a próxima sexta-feira, 31 de Janeiro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.