Acesso ao principal conteúdo

Faltam materiais de protecção aos profissionais de saúde em Cabo Verde

Hospital Agostinho Neto
Hospital Agostinho Neto © http://www.han.gov.cv/

Faltam materiais de protecção aos profissionais de saúde que estão na linha da frente ao combate do novo coronavírus em Cabo Verde. O arquipélago regista sete casos positivos de Covid-19.

Publicidade

Perante aos desafios encontrados no dia-a-dia, num encontro com o ministro da Saúde, as ordens dos enfermeiros e dos médicos mostraram-se preocupados com os riscos de infecção e protecção dos profissionais de saúde.

O bastonário da Ordem dos Médicos de Cabo Verde Danielson Veiga, afirmou ser necessário reforçar os equipamentos de protecção individual dos profissionais de saúde, face ao risco de exposição.

“Não é todos os dias que qualquer médico se depara com uma situação destas, mas com o evoluir da situação penso que Cabo Verde tomou as medidas certas”, admitiu o bastonário.

No final do mês de Março, o arquipélago recebeu um donativo do fundador da Alibaba Group de  20.000 kits de teste, 100.000 máscaras cirúrgicas, 1.000 fatos de protecção e 1.000 máscaras faciais.

Na sexta-feira passada, o Banco Mundial aprovou um empréstimo de 5 milhões de dólares ao país para aquisição de material médico e não médico de emergência, como luvas, máscaras cirúrgicas, respiradores, equipamento de protecção dos olhos e batas de isolamento, bem como materiais de prevenção e controlo de infecções para os profissionais de saúde e estruturas de saúde.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.