Acesso ao principal conteúdo
FAO/Saúde

FAO alerta para o reaparecimento da gripe aviária na Ásia

AFP PHOTO

A agência da ONU para a Alimentação e a Agricultura recomendou nesta segunda-feira, 29 de agosto de 2011, uma maior vigilância sobre o vírus da gripe aviária. Uma variante mortal do vírus se propaga neste momento na Ásia, alerta a FAO.

Publicidade

Em comunicado publicado em Roma, a agência da ONU informa que oito casos de infecção, todos mortais, foram registrados no Camboja este ano. A última vítima morreu no início do mês de agosto. A FAO fala em riscos imprevisíveis para a saúde humana. A variante do vírus detectada parece capaz de superar as barreiras imunitárias proporcionadas pelas vacinas existentes.

O vírus H5N1, que provoca a gripe aviária, apareceu pela primeira vez em 2003. Desde então, 565 pessoas foram infectadas no mundo, sendo que 331 dos doentes morreram. O vírus também provocou o abate preventivo de 400 milhões de aves e prejuízos de 20 bilhões de dólares.

Após o auge da epidemia em 2006, o vírus foi eliminado na grande maioria dos 63 países atingidos, mas em 2008 voltou a reaparecer em frangos e aves selvagens, provavelmente por causa da migração dos pássaros. As regiões afetadas nos últimos 24 meses são Israel, os territórios palestinos, Bulgária, Romênia, Nepal e Mongólia.

No Vietnã, onde o vírus a endêmico, a nova variante mortal se multiplica e ameaça diretamente o Camboja, a Tailândia e a Malásia. A península coreana e o Japão também correm riscos, afirma a FAO.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.