Acesso ao principal conteúdo
China

China inaugura seu próprio sistema de navegação via satélite

Coletiva de imprensa do governo chinês relativa ao lançamento do novo satélite Beidou, em Pequim.
Coletiva de imprensa do governo chinês relativa ao lançamento do novo satélite Beidou, em Pequim. DR

A China anunciou nesta sexta-feira a inauguração de seu próprio sistema de navegação via satélite, chamado de “Beidou”, grande urso em mandarim. O serviço ativo na região Ásia-Pacifico garante independência estratégica do sistema GPS americano e do futuro Galileo europeu.

Publicidade

O porta-voz da agência chinesa para a navegação via satélite, Ran Chengqi, disse que a qualidade do sistema é comparável ao desenvolvido pelos Estados Unidos, de acordo com a publicação China Daily. O Beidou começou a funcionar na quinta-feira e pode ser captado até na Austrália. Ele é apresentado como um novo sucesso da tecnologia espacial chinesa. A segunda geração do sistema de navegação desenvolvido pelo país se apoia em uma rede de 16 satélite de navegações e quatro outros experimentais.

A China tem como objetivo até o final de 2020 estabelecer uma estação espacial e adquirir entre 70% e 80% do mercado da navegação via satélite, se os usuários fizerem a opção por aparelhos também compatíveis com o modelo chinês.

O Beidou começou a ser construído em 2000 para evitar uma dependência tecnológica, principalmente no plano militar, já que o sistema americano domina atualmente 95% do mercado, estimado em 500 bilhões de dólares nos próximos sete anos.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.