Acesso ao principal conteúdo
MUNDIAL DE FUTEBOL 2018

Mundial2018: Portugal deixou Marrocos de fora

Pepe e Cristiano Ronaldo saúdam-se em Moscovo após a vitória portuguesa contra Marrocos em Moscovo a 20 de Junho de 2018.
Pepe e Cristiano Ronaldo saúdam-se em Moscovo após a vitória portuguesa contra Marrocos em Moscovo a 20 de Junho de 2018. Reuters

Cristiano Ronaldo voltou a ser o salvador de Portugal ao marcar o único golo da partida, aos quatro minutos de jogo, na partida que em Moscovo opôs a selecção das quinas a Marrocos. A equipa do norte de África perdera também com o Irão, deitou por terra a esperança de seguir para os oitavos de final da competição a decorrer na Rússia.

Publicidade

A selecção treinada pelo francês Hervé Renard, que também já orientara entre 2010 e 2011 a selecção de Angola, fica de fora do torneio.

E isto porque os marroquinos tinham tropeçado no jogo inaugural com o Irão, teinado pelo português Carlos Queiroz, com um auto-golo apontado pela equipa norte-africana nos derradeiros instantes da partida.

Os marroquinos até agora não pontuaram e já só lhes resta defrontar a temível Espanha na próxima segunda-feira.

Já a selecção portuguesa soma agora quatro pontos no grupo B, após o seu empate inaugural a três bolas com a vizinha Espanha.

Todos os golos lusos do torneio foram apontados por Cristiano Ronaldo, o capitão da selecção portuguesa.

CR7, jogador vedeta do Real Madrid, com as suas cinco Bolas de ouro, volta a fazer sensação no Mundial.

Porém o desempenho da selecção das quinas, que já demonstrara debilidades defensivas com a Espanha no seu primeiro jogo, voltou a ser pouco convincente, com os marroquinos a darem provas de sentido ofensivo na área lusa.

Realce para o vice-capitão dos marroquinos, Manuel da Costa, nascido em França de mãe marroquina e pai português, que joga com a equipa norte-africana desde 2014.

E isto por, desde o período de Luiz Felipe Scolari com Portugal, entre 2000 e 2008 nunca mais ter sido solicitado pelos lusitanos e, não tendo obtido sucesso também junto dos franceses, optou pelo país de origem da mãe.

Fernando Santos, seleccionador português, afirmou que "era importante ganhar", admitindo que há muito para rectificar.

Por seu lado o central José Fonte admitiu que Portugal sofreu na partida, mas o importante era o triunfo.

Cristiano Ronaldo voltou a ser eleito melhor jogador em campo afirmou a sua satisfação por Portugal ficar mais perto do apuramento para a fase seguinte.

"O mais importante era ganhar e ficar bem na classificação. Marrocos é uma equipa forte, jogou bem, mas ganhámos três pontos. Ficamos com quatro, estamos a um passo da qualificação e era esse o objectivo. Feliz por ter marcado o golo da vitória" sublinhou o craque madeirense.

Com a colaboração de Élcio Ramalho na Rússia.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.