Acesso ao principal conteúdo
Grécia/resgate

Grécia consegue prorrogação de quatro meses do plano de ajuda

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, em Bruxelas.
O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, em Bruxelas. REUTERS/Eric Vidal

Depois de uma longa reunião nesta sexta-feira (20), em Bruxelas, os ministros das Finanças da zona do euro chegaram a um esboço de acordo de extensão do plano de resgate para a Grécia. Atenas queria mais seis meses, mas o Eurogrupo concordou em uma prorrogação de quatro meses – o prazo em vigor chegava ao fim no dia 28 de fevereiro.  

Publicidade

O vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, confirmou o acordo pelo Twitter, precisando que a Grécia terá de apresentar “uma lista de reformas” extensa. Ele acrescentou que é importante “que o país honre seus compromissos”.

Atenas deverá apresentar na segunda-feira à noite reformas estruturais nos setores da luta contra a fraude fiscal, corrupção e administração pública. As propostas serão analisadas por especialistas antes de serem apresentadas ao Eurogrupo, segundo uma fonte europeia.

Depois de intensas negociações, os ministros examinaram um projeto de declaração do Eurogrupo, apresentado por seu presidente, Jeroen Dijsselbloem, com o consentimento da Grécia, indicou uma outra fonte.

A Alemanha, maior credor de Atenas, queria mais comprometimento para reformas por parte do novo governo de esquerda grego antes de aceitar a extensão do plano de resgate. Berlim e outras economias fortes da zona do euro querem garantias de que a Grécia vai atender às rígidas condições impostas por seu resgate internacional, mas Atenas está determinada a reduzir a austeridade para reanimar a economia.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.