Acesso ao principal conteúdo

Ministra do Esporte diz que escândalo de cotas raciais no futebol francês não merece ir à justiça

Técnico da França Laurent Blanc foi interrogado sobre cotas raciais‎
Técnico da França Laurent Blanc foi interrogado sobre cotas raciais‎ Reuters

O Ministério do Esporte e a Federação Francesa de Futebol (FFF) fizeram investigações em paralelo nas últimas duas semanas. Laurent Blanc, treinador da seleção do país, foi ouvido nesta segunda-feira. Ele e outros membros da alta cúpula do futebol francês foram acusados de promover a discriminação racial nos centros de formação da França. Punições só serão conhecidas na próxima quinta-feira.  

Publicidade

Flávio Botelho, em colaboração para a RFI

As conclusões das comissões de investigação da Federação Francesa de Futebol e do Ministério do Esporte francês sobre o caso de cotas raciais nos centros de formação de futebol do país serão divulgadas nesta terça-feira. Na manhã de hoje, em coletiva de imprensa, a ministra do Esporte, Chantal Jouanno, inocentou o técnico Laurent Blanc das acusações de discriminação racial. Ela disse que o caso não merece ser levado à justiça comum. Para Jouanno, não houve tentativa explícita de estabelecer um sistema de cotas raciais. A ministra reconheceu apenas a existência de falhas no modo de gestão da FFF. Ela informou ainda que o dossiê final do caso será divulgado dentro de cinco a seis semanas. 

Dentro da FFF, a definição sobre punidos e absolvidos será conhecida na próxima quinta-feira (12 de maio), quando ocorre uma reunião extraordinária do Conselho Federal da Federação. A última pessoa a prestar depoimento sobre o caso foi o técnico da seleção da França, Laurent Blanc. Ele foi ouvido nesta última segunda-feira pelas duas comissões de investigação. Segundo a imprensa francesa, o treinador disse estar profundamente chateado, arrependido de algumas de suas declarações e também de ter participado da reunião que gerou toda a polêmica, no final do ano passado.

Apesar de toda a repercussão do caso, a edição desta terça-feira do jornal Le Parisien afirma que Laurent Blanc escapará livre de punições sobre suas declarações e sua posição a favor da criação de cotas raciais para jovens negros e árabes, a fim de diminuir o número de jogadores com dupla nacionalidade. Ele também conta com o apoio da sociedade francesa, que em pesquisas recentes se mostrou favorável à continuação de seu trabalho à frente da seleção da França.

Bola rolando nesta terça-feira

Na Inglaterra, os respectivos quarto e quinto colocados no Campeonato Inglês, Manchester City e Tottenham, se enfrentam à partir das 20h45 (15h45, horário de Brasília), em duelo valendo uma das vagas para a próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

Em território espanhol, o Real Madrid faz hoje um jogo "caseiro" contra um rival da mesma cidade, o Getafe, ainda acreditando no título nacional, apesar da ampla vantagem do rival Barcelona na liderança do campeonato. A partida começa às 22h (17h, horário de Brasília).

Na Itália, o Milan, que se sagrou campeão italiano no último domingo, quer aumentar o número de conquistas na atual temporada. O rubro-negro de Milão jogará na casa do Palermo a segunda partida da semifinal da Copa da Itália. No primeiro confronto, empate de 2 x 2. Partida começa às 20h45 (15h45, em Brasília).

Já na França, o líder Lille viaja até Saint-Étienne para confirmar de vez a liderança do Campeonato Francês. E na capital, o Paris Saint-Germain recebe o Nancy em busca da terceira vaga francesa na Liga dos Campeões da próxima temporada. Ambas as partidas começam às 21h (16h, em Brasília).

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.