Acesso ao principal conteúdo
Esporte/Tênis

No tênis, favoritos avançam no torneio Masters 1000 de Paris

O tenista suíço Roger Federer durante o Masters de Paris.
O tenista suíço Roger Federer durante o Masters de Paris. REUTERS/Jacky Naegelen

O torneio Masters 1000 de Paris, também conhecido como Paris-Bercy, começa a ganhar força. Ontem, na segunda fase da competição, três dos favoritos mostraram garra nas quadras e venceram pelas vagas nas oitavas de final.

Publicidade

O destaque vai para Roger Federer, que manteve o bom ritmo demonstrado na Basileia e teve uma estreia impressionante. Em 55 minutos, ele aplicou 6/2 e 6/3 sobre o francês Adrian Mannarino, o 58° do mundo, e avançou na competição.

Atual número quatro do mundo, o suíço tenta quebrar um tabu na carreira: o torneio de Paris é o único da série Masters 1000 em que Federer nunca chegou à final. O mais perto que ele ficou da decisão foi em 2010, quando foi vencido pelo francês Gael Monfils nas semifinais.

Monfils, aliás, teve uma péssima estreia e foi desclassificado ontem pelo espanhol Feliciano López, por 2 sets a 0.

Quem também avançou foi o sérvio Novak Djokovic. O líder do ranking da ATP derrotou o croata Ivan Dodig, 39° do ranking, por 2 sets a 0 em Paris. Com a vitória, Djokovic se mantém invicto sobre Dodig, com quem já disputou e ganhou três partidas.

Já o britânico Andy Murray, que desistiu de participar do torneio da Basileia na semana passada por problemas musculares, parecia estar totalmente recuperado, ao superar o francês Jérémy Chardy por 6/2 e 6/4. Esta foi a 16ª vitória consecutiva de Murray.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.