Acesso ao principal conteúdo
Jogos Paralímpicos/Londres 2012

Brasil espera quebrar recorde de medalhas em Paralimpíadas de Londres

Logo dos Jogos Paralímpicos de Londres em frente à National Gallery, um dos principais pontos turísticos da capital britânica
Logo dos Jogos Paralímpicos de Londres em frente à National Gallery, um dos principais pontos turísticos da capital britânica REUTERS/Toby Melville

O espetáculo do esporte volta a tomar conta da Grã-Bretanha. Os Jogos Paralímpicos de Londres começam nesta quarta-feira. O nadador Daniel Dias será o porta-bandeira do Brasil no desfile de abertura, no Estádio Olímpico. Daniel Dias é uma das esperanças da delegação brasileira para bater o recorde de medalhas de Pequim 2008.

Publicidade

Mais de 4200 atletas de 165 países disputarão, até o próximo dia 9 de setembro, as medalhas dos Jogos Paralímpicos de Londres. Ao contrário das Olimpíadas, o Brasil será um dos protagonistas da competição e espera superar o recorde de 49 medalhas obtidas quatro anos atrás, quando a delegação ficou em nono lugar na classificação final.

A meta este ano é ficar entre as sete maiores nações das Paralimpíadas. Cento e oitenta e dois esportistas brasileiros estão prontos para tentar alcançar este recorde. "A expectativa é muito boa, com todo esse trabalho e planejamento de longo prazo. Temos alguns atletas entre os melhores do mundo e líderes do ranking. Essa é a primeira vez que trazemos todos os atletas para se aclimatarem no país-sede. Todos os brasileiros estão em Manchester, na Inglaterra, com uma boa estrutura esportiva e até mesmo com nutricionistas e chefes de cozinha brasileiros para proporcionar o bom rendimento dos nossos atletas em Londres", afirma Edílson Rocha Tubiba, chefe da missão brasileira nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012.

A esperança de medalhas do Brasil não é por acaso. O nadador Daniel Dias pode se tornar o maior medalhista paralímpico brasileiro, superando Clodoaldo Silva e Adria Santos, cada um com 13 medalhas nos Jogos. Daniel é dono de nove medalhas ( quatro de ouro, quatro de prata e uma de bronze) em Pequim 2008. Este ano, ele disputará oito provas e é recordista mundial em cinco delas. "Espero dar o meu melhor, principalmente nas provas individuais. Não posso garantir as cores, mas vou dar o meu melhor para quem sabe sair com seis ou cinco ouros", conclui Dias, que tem o nadador Clodoaldo Silva como maior inspiração. Clodoaldo disputará quatro provas na capital britânica.

A primeira prova disputada por Daniel Dias em Londres será os 50 metros livre, com eliminatórias marcadas para a manhã desta quinta-feira. Antes disso, Daniel festejará com seus companheiros, carregando a bandeira do Brasil na cerimônia de abertura.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.