Acesso ao principal conteúdo
Futebol/Copa das Confederações

Semifinal contra Espanha tem gosto de revanche para a Itália

Treino da seleção espanhola  no Castelão, em Fortaleza, nesta quarta-feira (26), antes de enfrentar a Itália pela semifinal da Copa das Confederações.
Treino da seleção espanhola no Castelão, em Fortaleza, nesta quarta-feira (26), antes de enfrentar a Itália pela semifinal da Copa das Confederações. REUTERS/Marcos Brindicci

O confronto entre Espanha e Itália pela semifinal da Copa das Confederações, nesta quinta-feira, em Fortaleza, representa dois desafios distintos para as duas seleções além da vaga na final contra o Brasil. 

Publicidade

Para os italianos, a partida tem gosto de revanche já que a Squadra Azzurra quer se vingar da derrota humilhante por 4 a 0 na final da Eurocopa de 2012. O treinador Cesare Prandelli pode contar com a volta de Pirlo, chamado de "arquiteto" da seleção.

Na entrevista coletiva, na véspera do jogo, o treinador confirmou como titular no comando do ataque Gilardino, que irá substituir Balotelli, que já deixou o Brasil para tratar de uma lesão na coxa em Milão.

Espanha

Para o treinador espanhol Vicente Del Boque, a Espanha tem a "obrigação" de passar para a final, da Copa das Confederações, único título que falta para a "Fúria", como é conhecida a seleção espanhola.

O lateral Sergio Ramos diz que jogar uma final no Maracanã “é um sonho de qualquer jogador”. O jogo será em Fortaleza, às 4 horas da tarde pelo horário local.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.