Acesso ao principal conteúdo
Sorteio dos grupos

França teme ficar no "grupo da morte" e enfrentar o Brasil na Copa de 2014

Capa do jornal esportivo francês L'Équipe desta sexta-feira, dia 6 de dezembro.
Capa do jornal esportivo francês L'Équipe desta sexta-feira, dia 6 de dezembro. www.lequipe.fr

A França amanheceu sob a grande expectativa para o sorteio dos grupos para a Copa do Mundo na Costa do Sauípe, na tarde desta sexta-feira, dia 6 de dezembro. O maior medo dos franceses é cair no chamado “grupo da morte” e, no pior cenário possível, enfrentar Brasil, Holanda e Japão logo na primeira fase.

Publicidade

A edição de hoje do jornal esportivo francês L'Équipe estampa em sua capa o temor da França cair no mesmo grupo que o Brasil. Para o diário, o pior grupo que poderia ser sorteado para a equipe francesa seria Brasil, Holanda e Japão, com fortes nomes do futebol mundial.

Já o melhor cenário para os franceses, com equipes com menor experiência em Copas do Mundo, seria a Suíça, o Irã, e o Equador. Mas, como pondera o jornal, "o passado ensinou à equipe francesa que um grupo supostamente fácil também pode conduzir a um fracasso". Lembrando que a França caiu em dois grupos relativamente fáceis nas Copas de 2002 e 2010, quando teve performances catastróficas.

“Os grupos mais ‘digeríveis’ são, às vezes, os mais difíceis de engolir”, brinca o jornal. “No papel, não havia nada de mais superável em 2010 em um grupo com Uruguai, México e a África do Sul. Nem em 2002, com Senegal, Uruguai e Dinamarca, mas as duas competições terminaram com grandes vexames”, lembra L’Équipe.

Perto do inferno

O jornal diz que “se aproximar do inferno” seria enfrentar um país europeu como Holanda ou Itália e um cabeça-de-chave sul-americano, como o Brasil ou a Argentina. “Voilà, um cenário catástrofe”, teme o diário esportivo.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.